lorem ipsul

Língua de Sinais neste Blog irá mostrar que não é nada estático e definido matematicamente, pois sofre influências culturais, sociais e regionais como qualquer outra língua. E que o respeito por um cidadão Deficiente Auditivo, é querer que o mesmo faça parte da nação, sendo assim um indivíduo atuante e capaz de exercer a sua profissão.

" A LEITURA DO MUNDO PRECEDE A LEITURA DA PALAVRA" Paulo Freire

terça-feira, 24 de maio de 2011

Comparação entre a estrutura do Português e Libras.

         A Libras e a Língua Portuguesa possuem complementos e núcleos, mas estruturas diferentes, por exemplo, em português: Eu vou passear com meu namorado. Em Libras: clique aqui para ver o vídeo os sinais são produzidos simultaneamente com expressões faciais, tornando a língua de sinais tão rica e complexa quanto qualquer língua oral.
        Por que a ordem dos sinais não é a mesma ordem das palavras do português? Quando os sinais seguem a mesma ordem do português, dizemos que a pessoa usou o português sinalizado. No entanto, o português sinalizado não é adequado para a comunicação nem para o ensino. Imagine você, usuário de língua portuguesa, esbarra a sentença que tenha sido dessa maneira: “Do you have filhos?” Entenderia rapidamente? Certamente levaria mais tempo para compreendê-la do que a de língua natural.
      A Libras para os surdos é fundamental assim como o Tupi é importante para tribos indígenas, e os índios utilizam o português escrito para comunicar-se com outros e entre eles utilizam sua própria língua.
        A relação do surdo com a língua de sinais é a mesma do ouvinte com a língua oral, ele não tem consciência das estruturas gramaticais de sua língua, mas as usa corretamente e adquire fluência sem esforço.
      As línguas de sinais distinguem-se das línguas orais porque se utilizam de um meio ou canal viso-espacial e não oral auditivo.
           Ressalto que a Libras é língua natural para surdos.


As línguas naturais têm a importante função de suporte do pensamento, função esta freqüentemente ignorada por especialistas envolvidos na educação do surdo que consideram a língua apenas como meio de comunicação.(...) As Línguas de sinais, por serem naturais e de fácil acesso para os surdos, são extremamente importantes para o preenchimento da função cognitiva e suporte do pensamento. (BRITO, 1993, p. 4)


Fonte: Texto extraído do Curso de Graduação em Pedagogia-Licenciatura/Modalidade a Distância - UFGRS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário